Ripple

Pequenas ações podem gerar mídia quase instantânea para um determinado projeto e isso pode ocasionar altas exponenciais em um curtíssimo espaço de tempo. É justamente isso que está acontecendo com o token da XRP, nativo do ecossistema Ripple.

O projeto se envolveu em uma série de controvérsias desde seu lançamento. A principal delas está relacionada com um processo judicial com a SEC e versa especialmente sobre a discussão sobre a natureza do XRP, está em foco se o token é um título ou não. Essa demanda começou depois que a Ripple se tornou uma das maiores e mais importantes blockchains do espaço.

Sobre o processo judicial e seu resultado

Depois de dois anos de tramitação, o processo em questão está para ser julgado. E é justamente isso que tem agitado as redes sociais. Alguns veículos de comunicação estão informando que a Ripple está em vantagem na luta processual e pode estar a caminho de uma importante vitória no tribunal.

Especialistas estão levando em conta as provas do processo para afirmar que a vitória pode acontecer. Isso porque a SEC precisava provar que a Ripple havia falhado no teste de Howey e, portanto, constituía um título. A verdade é que existem várias maneiras de fazer isso, mas seria importante mostrar que o XRP constitui uma forma de contrato de investimento a partir do qual os detentores de tokens poderiam razoavelmente esperar que seus ativos se valorizassem ao longo do tempo.

Ao que parece, na fase atual, o juiz do caso já tem todas as provas necessárias para fazer o julgamento da ação e isso fez com que os desenvolvedores da XRP ficassem confiantes e esperançosos.

Porque o fim do processo é bom para o XRP?

Com o fim do processo acaba a discussão sobre a natureza do XRP. Caso a sentença seja favorável e o investimento não seja declarado como sendo um título, poderá seguir operando de forma descentralizada com criptomoeda.

Além das questões legais, o token pode ter uma alavancagem considerável fechando novas parcerias e colocar outras em prática. Como é o caso da parceria firmada com I-Remit, uma instituição financeira localizada nas Filipinas que não é um banco, e que anunciou que começará a usar o Ripple para facilitar suas transações nacionais.

Segundo os desenvolvedores de ambos os projetos, a utilização do token nativo da Ripple vai possibilitar que a gestão interna da tesouraria do I-Remit seja implantada e melhore seus fluxos fronteiriços.

Conclusão

A verdade é que estamos perto de um aquecimento global do mercado de ativos digitais. E com isso tecnologias que são extremamente seguras, como é o caso do token da Ripple, podem ter altas consideráveis. Especialmente considerando que uma importante etapa judicial está para ser encerrada.

Talvez seja o caso de ficar com os olhos voltados para esse token, analisar o movimento do mercado com relação a ele nos próximos dias e considerar o investimento, comprando de maneira facilitada no Brasil.

Notícias relacionadas

Tópicos populares

Nenhum conteúdo encontrado, volte em breve!