Hong Kong cripto

Se tudo correr como está sendo esperado, Hong Kong, no último trimestre deste ano, começará a testar uma moeda digital oficial, a qual está sendo chamada de e-HKD (HKD quer dizer dólar de Hong Kong, que é o nome da moeda da Região Administrativa Especial).

Pelo menos isso é o que afirma um comunicado que foi divulgado no dia 20 de setembro pela Autoridade Monetária de Hong Kong, instituição que cumpre papel análogo ao de um banco central em um país independente.

Hong Kong estuda questões de segurança antes de avançar para etapas de teste

Em abril deste ano, a Autoridade Monetária de Hong Kong realizou uma consulta sobre a ideia de emitir uma moeda digital de banco central, como esse tipo de moeda é chamado.

Segundo a instituição monetária, as respostas foram predominantemente de natureza favorável à ideia, mas delas também se depreende a existência de preocupações com questões legais e relacionadas à proteção da privacidade dos usuários, as quais precisam ser examinadas cuidadosamente.

A Autoridade Monetária de Hong Kong também afirmou no citado comunicado que planeja proceder com cuidado para estabelecer as bases legais e tecnológicas da moeda que está sendo planejada e testar algumas opções.

Ao mesmo tempo, as respostas deixam claro o temor de que Hong Kong, um importante centro financeiro, acabe se atrasando em relação a outros mercados na implantação de sua própria moeda digital de banco central. 

Outros países já estão em fase mais avançada em suas moedas de banco central

Um exemplo de mercado em que já há uma moeda digital de banco central em uma fase bastante avançada de testes é a própria China Continental que está trabalhando em um yuan digital.

Vale salientar que a Região Administrativa Especial de Hong Kong está ligada como parte da República Popular da China sob o modelo Um País, Dois Sistemas.

No ano passado, o yuan digital, que estava sendo testado em seis regiões do país e algumas cidades, teve mais de 250 milhões de usuários, que fizeram quase 14 bilhões de dólares em transações. Desde então, mais algumas regiões foram admitidas a esse experimento. 

Brasil também tem uma ideia parecida com a de Hong Kong e outros países asiáticos

O Banco Central do Brasil também tem trabalhado com a ideia de emitir uma moeda digital de banco central, que se chamaria real digital, ao qual o usuário final teria acesso através de uma carteira virtual sob custódia de uma instituição financeira regularizada, provavelmente um banco.

Em agosto de 2020, a instituição brasileira criou um grupo de trabalho para estudar o assunto, mas ainda não há decisões definitivas, menos ainda um cronograma de implantação.

Outro banco central que está estudando a implantação de uma moeda digital oficial é o da Tailândia. Em agosto, ele anunciou que até o final deste ano deve ser iniciado um teste, o qual deve se estender até a metade do ano que vem. O objetivo é decidir se uma moeda digital de banco central poderia funcionar no sistema financeiro do país asiático. 

Nessa fase de testes que será realizada na Tailândia, haverá uso de tecnologia desenvolvida por Giesecke+Devrient, que é uma empresa sediada na cidade alemã de Munique que se especializou na disponibilização de tecnologias digitais seguras para usos como a realização de pagamentos.

Segundo o Banco Central da Tailândia, uma criptomoeda de banco central tailandesa só será emitida para uso disseminado pela população se todas as questões de segurança, privacidade e legalidade tiverem sido devidamente estudadas e resolvidas.

Em 2020, o Riksbank, o banco central da Suécia, começou um projeto de teste de uma e-krona (krona ou, em português, coroa, é a moeda do país europeu) baseada em Corda, blockchain de um consórcio de empresas chamado R3, que possui mais de 40 membros-fundadores.

Para essa experiência, a instituição monetária sueca firmou uma parceria com a Accenture, uma firma de consultoria de tecnologia de informação e gestão.

Criptoativos são um investimento de alto risco e podem não ser indicados para novatos.

Notícias relacionadas

Tópicos populares

Nenhum conteúdo encontrado, volte em breve!