O mercado das criptomoedas está apenas começando, mas, nos últimos dias, após a queda histórica do preço do Bitcoin, a maior desde o ano de 2020, o investimento em criptomoedas tem sido alvo de dúvidas e um palco para inseguranças.

Pela primeira vez, desde o ano de 2020, o preço do Bitcoin chegou a menos de US$ 20.000,00. Após a queda, apesar de voltar a se aproximar dos US$ 21.000,00, demonstra aparente perda de força com o aumento da taxa de juros dos Estados Unidos.

A queda de preço do Bitcoin no contexto mundial

Alguns fatores podem ser associados a essa baixa, como o aumento do Índice de Preços do Consumidor, referência mais monitorada para inflação nos Estados Unidos, que subiu 8,6% no mês de maio, em relação ao ano de 2021.

Além disso, na semana passada a Celsius Network, ferramenta para empréstimos em ativos digitais que surgiu com a proposta de proporcionar serviços transparentes e aqueles abandonados pelos bancos convencionais — juros zero, transações mais rápidas e com menos taxas —, suspendeu todas as retiradas das criptomoedas de sua plataforma, alegando condições extremas de mercado

Após a abrupta notícia da pausa das retiradas de criptos, o CEO da Celsius, Alex Mashinsky, se pronunciou no Twitter e informou que:

@CelsiusNetwork team está trabalhando sem parar. Estamos focados nas suas preocupações e gratos por ter tido notícias de tantos. Vê-los reunidos é um sinal claro de que a nossa comunidade é a mais forte do mundo. Este é um momento difícil; a sua paciência e apoio significam o mundo para nós.

Mashinsky, Alex (@Mashinsky). 15 de Junho de 2022. Tweet.

Em seguida, a Binance, corretora de criptomoedas, também pausou temporariamente os saques de Bitcoins, por transação travada na rede, causando temor no mercado, o que pode ter sido uma resposta à medida anunciada pela Celsius.

Dentre os fatores que podem ser associados à queda histórica do preço do Bitcoin e aos quais sua valoração não é imune estão o preço do petróleo, a guerra na Ucrânia, a inflação generalizada nos Estados Unidos e na Europa, os altos índices de desemprego e a contínua ascensão dos juros.

O Bitcoin vai acabar?

No meio de tudo isso, você deve se perguntar qual o futuro do Bitcoin e de outras criptomoedas e, principalmente, o que vai acontecer com quem investiu em ativos digitais.

Talvez esse seja o momento para admitir algumas perdas sem, contudo, excluir a possibilidade de fim da recessão, seguida por uma nova alta no preço do Bitcoin. Para aqueles que acreditam que o mercado de bitcoins vai voltar ao seu momento de ascensão, este pode ser um ótimo momento para comprar BTC e investir em ativos digitais.

No entanto, como o cenário não aponta sinais de melhora a curto prazo, o investimento em Bitcoins é um mercado que, no atual contexto, vai exigir paciência de seus investidores e traders, sem necessariamente perder a atratividade.

O investimento em criptoativos pode não ser adequado para investidores novatos, que podem perder o total do valor investido

Notícias relacionadas


Tópicos populares

Nenhum conteúdo encontrado, volte em breve!